Carta da instrutora do Método DeRose de Portugal que visitou nossa Cultura aqui no Brasil

Carta enviada pela instrutora Sandra Semblano, de Portugal, da Unidade Carvalhido, em agradecimento pelos dias que passou no Brasil.

Malas já desfeitas, recuperada do jet lag e assimilada a viagem quero agora deixar aqui a minha mensagem paulista.

Muitas histórias já foram contadas, centenas de fotografias partilhadas, mil mensagens foram trocadas, mesmo aqui no blog o querido Filipe já postou um artigo sobre a viagem, ainda assim e sem querer maçar, findo isto com uma necessidade imperativa de mostrar o que trouxe na minha bagagem… a minha vivência paulista!

Onze instrutores partiram de Portugal rumo ao festival, isso foi muito bom. Como éramos em número expressivo para formar um grupinho, conseguimos romper com a prenoção do português sério e sisudo e encantar nossa família brasileira. Amei ouvir por lá: “Esses portugueses são tão divertidos!” (leia-se com sotaque brasileiro). Foi muito engraçado, brincarmos com os costumes e trejeitos das nossas culturas.

Durante o festival aproximei-me do Mestre DeRose para dizer o quanto estava a adorar São Paulo. O Mestre perguntou-me: “Mas já conhece São Paulo?”. Achei estranha a pergunta, pois numa semana de estadia nessa cidade, já tinha dado tempo para travar contacto com pessoas e lugares.

Depois percebi o que é conhecer essa cidade…

Tive o privilégio de privar com pessoas hiper-motivadas, inspiradas, felizes, figuras carismáticas do Método DeRose, conhecidas pelos seus talentos. Dessas pessoas, eu sempre pensei que lá teriam a sorte de ter nascido com alguma aptidão genética extra. Depois descobri que não. São pessoas que trabalham muito, num entusiasmo que contagia qualquer um, e que faz acontecer qualquer coisa. O maior talento é acreditarem que o que ainda não foi feito, não é impossível.

Falo agora, especificamente das escolas Anália Franco e Paes de Barros, com quem convivi mais de perto. Eu senti um grupo coeso que vibra numa energia de superação, que puxa e catapulta cada membro a evoluir. Como todo o mundo se apoia no grupo, ele é uma força energética que nunca pára e nunca se apaga. São pessoas que não somente fazem a filosofia, são pessoas que SENTEM a filosofia.

Que estas modestas palavras sirvam para expressar o meu agradecimento profundo, por toda a amizade, dedicação, disponibilidade, ajuda e companheirismo que demonstraram ao receber os “tugas”, nome com que carinhosamente nos apelidaram. A maior das dádivas foi o vosso exemplo.
Sendo difícil dirigir um sincero obrigada a cada um (afortunadamente, vocês são muitos) aceitem o meu:
MAHÁ OBRIGADA!!

E em resposta à pergunta colocada pelo Mestre: “Sim Mestre, conheci São Paulo!”
Como costuma ensinar, “viagens servem para rasgar antolhos”. Foi exactamente isso que senti no final desta experiência, a visão mais ampla, o desmoronar de certos paradigmas.

Estamos agora aqui no Porto, contagiados pelo vosso entusiasmo, “realizando” como dizem os nossos irmãos brasileiros. Trazemos conosco Brasil e ficamos contentes de ter deixado convosco um gostinho português. Esperamos poder retribuir tudo isso, os “tuguinhas” cá vos esperam de braços abertos na Europa, sintam-se convidados!

É fascinante perceber que cada um de nós abriga um valor muito pessoal que alguns até agora não descobriram, outros não o usam, e ainda há os que não o queiram reconhecer. Numa forma bem ligeira, no mínimo é uma pena, convenhamos.
Durante a viagem recebi um recado que gerou em mim uma missão que pretendo partilhar convosco.
Entre nós, o nosso pensamento dá frutos, a nossa voz ecoa, as nossas acções criam, contudo, lá fora ninguém nos conhece. Desfrutamos de um património de valor inestimável, pertencemos a uma cultura inigualável, e menosprezamos o privilégio que temos. Urge a necessidade de sermos notados, de partilhar uma filosofia que é de todos, que pertence à humanidade.

Aqui no Porto, faço o meu apelo a quem quiser unir-se e dar as mãos. Temos de aparecer! Criar blogs, dar entrevistas, escrever para revistas e jornais, mostrar o nosso trabalho sério e honesto!

Conto convosco!

Fonte – http://espacocarvalhido.blogspot.com/2009/09/ainda-sao-paulo-mensagem-e-missao.html#comment-form

Cerimônia de encerramento da Campanha do Agasalho tem presença do Governador de São Paulo

José Serra, atual governador do Estado de São Paulo, esteve presente na cerimônia de encerramento da Campanha do Agasalho, promovida pelo Fundo Social de Solidariedade e realizada na tarde de hoje, 29/7, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo.

Serra disse estar muito impressionado com o resultado obtido este ano com o volume de arrecadações com agasalhos e cobertores: “Isso só demonstra o aumento da consciência das pessoas para os problemas sociais”, ressaltou.

Durante seu breve discurso agradeceu a todos os envolvidos, desde as parcerias com as empresas que ajudaram na divulgação da campanha pelo Estado, como a agência de publicidade DPZ e a empresa Kablin, como também ao ator Dan Stulbach, garoto-propaganda da Campanha, que tinha como slogan Quanto mais gente, mais quente. Serra ainda brincou que “se o clima era aquecer, este ano a campanha ferveu!”

Além do governador falou também a primeira-dama do Estado, Da. Monica Serra, que também preside o Fundo de Solidariedade. Durante seu discurso enfatizou que atualmente quem dá o start à Campanha do Agasalho é a própria sociedade e que com as arrecadações suprem-se não somente os necessitados do Estado como também emergências que por ventura ocorram em outras regiões.

Durante a cerimônia tivemos a participação do Grupo Roda Brasil, que fez apresentações circenses e teatrais, dando um ar mais descontraído e divertido ao evento. Foram eles também que trouxeram o resultado obtido em 2009 com a arrecadação da Campanha: 23.145.000 agasalhos! (veja foto).

A Campanha do Agasalho é promovida há 13 anos e desde seu primeiro ano vem quebrando recordes de arrecadação.

A Rede DeRose participa ativamente do processo de arrecadações para o Fundo de Solidariedade desde 2004, tendo as Unidades credenciadas como postos de arrecadação todos os anos.

Postado por Cherrine Cardoso

Fotos de Fabrício Ferrari

Grupo Roda apresentando o número de agasalhos arrecadados em 2009
Grupo Roda apresentando o número de agasalhos arrecadados em 2009

Yôga é autoconhecimento!

Ontem, em sua aula de supervisão, ministradas todas às terças-feiras na Unidade Jardins, sede central, o Mestre DeRose passou entre os alunos o Diploma que recebeu no dia 5 de dezembro de 2008, expedido pela Câmara Brasileira de Cultura Ordem do Mérito Social e Cultural que lhe conferiu a Cruz do Reconhecimento Social e Cultural.

Foto tirada pela instrutora Renata Barcelini:

Cruz do Reconhecmento Social e Cultural

Além desse, o Mestre DeRose também nos mostrou o Diploma que recebeu do Ministério da Cultura de Buenos Aires.

Diploma Ministério da Cultura de Buenos Aires

Fonte da imagem: http://www.uni-yoga.org/blogdoderose/uni-yoga_arquivo_derose/diploma-do-ministerio-da-cultura-de-buenos-aires/

É como disse o, então, Ministro da Cultura, Gilberto Gil ao nosso Mestre: “DeRose, conhecimento é com o Ministério da Educação; autoconhecimento, é com o Ministério da Cultura. Yôga é autoconhecimento.”

Acesse o blog do DeRose: http://www.uni-yoga.org/blogdoderose/

Por Marina Engler

Homenagem à Renata Sena

Neste dia 4 de março, a Fédération Française de SwáSthya Yôga presta homenagem àquela que foi o motor do trabalho de expansão do nosso método na França.

Prof. Renata Sena, fundadora e Presidente da Fédération Française de SwáSthya Yôga, partiu para outros planos em 2008, deixando um legado de instrutores formados. Abriu duas unidades em Lisboa e participou de forma ativa na abertura de mais 5 na Europa. Viajou durante anos para o Brasil ministrando cursos de mudrá, pránáyáma, a voz e a fala e tantos outros. Participou ativamente nas ações pela regulamentação do Yôga no Brasil junto com o Mestre DeRose e tantos outros professores e instrutores da nossa família, e entregou à Assembléia da República Portuguesa a primeira petição pelo dia do Yôga em Portugal no dia 18 de Fevereiro.

A nós querida Renata deixa-nos saudades da tua força, coragem e exemplo, da tua determinação em ver o Método DeRose espalhado pelo mundo e o nome do nosso Mestre falado noutras línguas. 

Com orgulho e satisfação continuamos o trabalho por ti começado!

Com eterno amor e admiração.

 

Sónia Saraiva, Mestre DeRose e Renata Sena

Sónia Saraiva, Mestre DeRose e Renata Sena

 

Prof. Sónia Saraiva

Directrice de l’Unité Rive Gauche – Méthode DeRose

Présidente de la Fédération Française de SwáSthya Yôga

email et msn : sonia.paris@uni-yoga.org.br

skype : soninha.paris

web : http://www.yogarivegauche.fr 

Portable : +336 99 51 11 08

 

 

Visitez le Blog du Prof. DeRose

http://www.uni-yoga.org/blogdoderose/